Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘hexagrama’

 O trigrama Tui, cujo atributo é a alegria, está acima; o incitar, cujo atributo é o movimento, está abaixo. A alegria no movimento induz a seguir. A alegria é a filha mais moça, enquanto que o incitar é o filho mais velho. Um homem mais velho reverencia uma jovem, demonstrando-lhe consideração. Isso faz com que ela o acompanhe. (mais…)

Read Full Post »

A linha forte na quarta posição, a do funcionário dirigente, encontra cooperação e obediência por parte das demais linhas, que são fracas. O atributo do trigrama superior, Chên, é o movimento; o do trigrama inferior, K’un, é a obediência, a devoção. Inicia-se, então, um movimento que encontra a devoção e assim desperta um entusiasmo que a todos contagia. É de grande importância também a lei do movimento na linha de menor resistência que neste hexagrama é enunciada como a lei dos fenômenos naturais e da vida humana. (mais…)

Read Full Post »

 O hexagrama é formado por Kên, Quietude, a montanha, e K’un. A montanha é o filho mais moço do Criativo e representa o céu na terra. Ele distribui as bênçãos do céu, as nuvens e as chuvas que se acumulam em torno de seu cume, e brilha então com o esplendor da luz celestial. Isso indica o que é a modéstia e quais seus efeitos nos homens elevados e fortes. Acima está K’un, a terra. A característica da terra é estar embaixo; por isso mesmo neste hexagrama ela é exaltada, sendo colocada sobre a montanha. Isso mostra os efeitos da modéstia nos homens simples e em posições subalternas: ela os eleva. (mais…)

Read Full Post »

 O brilho do fogo ao alto, no céu, tem um longo alcance, iluminando e tornando manifestas todas as coisas. A linha fraca na quinta posição ocupa o lugar de honra e todas as linhas fortes estão em harmonia com ela. Todas as coisas vêm àquele que é modesto e gentil, ao ocupar uma posição elevada. (mais…)

Read Full Post »

 A imagem do trigrama superior, Ch’ien, é o céu; a do trigrama inferior, Li, é a chama. Por sua própria natureza o fogo arde em direção ao alto, rumo ao céu. Isso sugere a idéia de comunidade. Devido a seu caráter central, é a segunda linha que reúne à sua volta as cinco linhas fortes. Este hexagrama é o oposto do hexagrama 7, O EXÉRCITO. Neste último, o perigo encontra-se no interior e a obediência no exterior, caracterizando um exército guerreiro que para manter-se unido necessita de um homem forte entre muitos fracos. Aqui a clareza encontra-se no interior e a força no exterior, o que caracteriza uma pacífica união entre os homens, que para manter sua coesão necessita de uma pessoa suave entre muitas firmes. (mais…)

Read Full Post »

 Este hexagrama é o oposto do precedente. O céu está acima, retirando-se cada vez mais, enquanto a terra abaixo mergulha nas profundezas. Os poderes criadores estão dissociados. É a época da estagnação e do declínio. Esse hexagrama é atribuído ao sétimo mês (agosto-setembro), quando o ano já ultrapassou seu zênite e o declínio outonal advém. (mais…)

Read Full Post »

 O Receptivo, cujo movimento tende a descer, está acima; o Criativo, cujo movimento eleva-se, está abaixo. Assim, suas influências encontram-se, estão em harmonia, e todos os seres florescem e prosperam. O hexagrama está relacionado ao primeiro mês (fevereiro-março), no qual as forças da natureza preparam uma nova primavera. (mais…)

Read Full Post »

Older Posts »